inboud marketing

Tem um novo conteúdo? Saiba como ranquear muito mais rápido

Você que já pensou (ou usualmente já faz isso) em escrever um post? Já parou para pensar o que acontece com ele quando for inserido no seu blog?

Acontece uma indexação pelo Google ainda no mesmo dia da publicação do conteúdo. Aí, como mágica ele sobe no primeiro ranking do google. Mas isso não acontece como mágica, estamos apenas brincando. Se você tem uma pontuação de domínio de 94 e 633.791 backlinks isso é feito quase como mágica mesmo.

Você não tem tudo isso de backlinks, muito menos pontuação de domínio, então o que acontece?

Combinamos com você que seu conteúdo não vai ser indexado na velocidade da luz, nem por magias ou alquimias baratas.

Calma. Existe uma maneira de não colocar seu sucesso todo por água abaixo. Ainda mais se o caso é construir backlinks. Sabemos que isso exige um longo trabalho.

Sorte a sua, porque esse conteúdo vai propor dicas.  

Quer saber mais? Então vamos inserir um objetivo: como raquear conteúdo novo mais rápido. Com sites novos e independentes existem processos e ferramentas importantes que vamos deixar aqui para vocês.

Se cada site usasse uma técnica de SEO para subir no ranking dos buscadores, quais seriam elas?

#1. Mapa do site

ranquear mais rápido

Sitemap ou mapa do site, no bom português, é, em resumo, uma lista com todas as páginas (URLs) do site. Funciona como um mapa que ajuda a guiar o robô de busca, ou o usuário.

Para entender melhor, pense que a home do seu site é uma biblioteca gigante e as categorias do site são as estantes. Ao entrar no local, o leitor recebe em suas mãos um mapa com todas as seções disponíveis. É como funciona um mapa do site.

E aí nesse sentido que entra o sitemap. Guiar o usuário ou o robô de busca para uma melhor navegação pelo site, evitando o acesso a páginas com conteúdos irrelevantes ou páginas duplicadas, fazendo com que a navegação flua com melhor qualidade, favorecendo a experiência de quem almeja navegar com qualidade.

Como isso funciona para esses sites novatos? Se seu site tem muito pouquíssimos links e uma pontuação de domínio baixa, você vai ver que pode ser que o Google não rastreie seu site tanto quanto você gostaria. Mas o uso do Mapa do site pode fazer você ranquear mais rápido. Acelerando o processo de indexação, você diminui o tempo que leva para o seu site começar a ranquear para palavras-chave. Isso é, e deve ser, equivalente.

Sites que usam somente um mapa do site. Inclusão do post no mapa do site, e garantia de que o mapa do site fosse enviado ao Google Search Console.

#2. Links internos

Sites que fazem links externamente com consistência são bem vistos pelo Google. Muitos sites, como o Wikipedia, ganham acessos dessa maneira.

Para que você tenha um perfil de links externos de sucesso, verifique os seguintes passos:

Checagem de links quebrados: Você pode usar a ferramenta da WebPeak para isso, que rastreia todo seu site e encontrar links quebrados para você;

Confiabilidade do destino: Caso você diga que a Universidade de São Paulo apoia o seu argumento, você acha que isso corrobora ou não para seu discurso de venda? Provavelmente, sim.

No caso de sites com baixo domínio essa prática é fundamental. Você já anda sonhando com links? Não? É talvez por isso que o site site não está tão bem ranqueado. É talvez uma das mais importantes técnicas de SEO. Tecnicamente, links externos, mas os links internos já são alguma coisa.

Ao adicionar links internos do seu conteúdo antigo para os seus posts mais novos,você os indexa mais rapidamente e os ajuda a subir nos rankings.

Ainda mais se esses links possuírem uma posição razoável no Google. 😉

#3. URL

Tão importante para o buscador quanto para o usuário, a URL ou endereço de uma página é um elemento fundamental. A URL traz uma ideia do que existe naquela página e antecipa o assunto antes mesmo que a visita seja realizada, garantindo melhor experiência para o visitante.

Para entender melhor, considere essas 2 URLs:

Me diz qual é a URL mais acolhedora e convidativa para o usuário?

A sua resposta, certamente, foi a 2ª. Diante disso, você consegue visualizar a importância de realizar a otimização.

O indicado é que ela conte com a palavra-chave, que vai ajudar no ranqueamento e na compreensão. Ao mesmo tempo, o ideal é deixá-la o mais curta possível. Para isso, evite palavras e elementos de ligação e tente concentrar o assunto na menor estrutura viável. Você irá criar URLs otimizadas tanto para o usuário quanto para os algoritmos dos mecanismos de busca.

Faça a inspeção da URL

Você pode utilizar o módulo Espião de URL da WebPeak para identificar termos em que os concorrentes aparecem, o volume mensal de buscas e a competitividade de cada uma delas.

Escolha um site e analise!

ranquear muito mais rápido

Você precisa conhecer a ferramenta de inspeção de URL no Google Search Console, é o jeito rápido de indexar seu conteúdo.

É fácil: logue no Search Console e digite a URL do seu post na barra de busca no topo. Você vai achar uma tela parecida com essa aí e clicar em “solicitar indexação”:

Os resultados não são tão diferentes quanto usar o mapa do site.

#4. Compartilhamentos nas redes sociais

Todo mundo está nas redes sociais. Os consumidores, assim como você, estão lá.

Some essa oportunidade aos seus objetivos!

Destaque sua marca

Caso seu usuário sempre te veja por ali, sobretudo relacionando a um produto ou serviço, ele passa a entender que você é referência no assunto. Diante disso, busque formas de relacionamento com seus seguidores a partir de conteúdos de qualidade, interações e o que for preciso para manter esse importante canal de comunicação para seu negócio sempre em atividade.

Visibilidade e aproveitamento

As redes sociais trazem mais vantagens do que você imagina para seu negócio. Fazendo um bom trabalho, a garantia de visibilidade é certa. Um exemplo são os botões de compartilhamento e comentários, que são fáceis de serem utilizados e proporciona seu destaque

Se você criar um conteúdo que viraliza nas redes sociais, seus rankings para esse mesmo conteúdo vão subir no Google. Pelo menos para você ranquear mais rápido.

Algum tempo depois é comum que eles caiam. Ainda assim, isso prova o sucesso do uso das Redes Sociaispara o SEO do seu site. Dentre os itens que estamos estudando, o das mídias sociais sempre impressiona com uma maior rapidez.

Os compartilhamentos nas redes sociais podem não estar equivalentes ao topo dos rankings, mas é indício de que quanto mais gente vê seu conteúdo, mais chances você tem de construir backlinks, aumentar suas consultas de marca e criar fidelidade para seu negócio.

#5. Buscas no Google Chrome

Você já ouviu as pessoas falarem que o Google usa dados do Google Analytics e do Chrome para estabelecer o quão alto seu site deve ranquear?

Grande parte dos profissionais de marketing utilizam o Google Analytics, que é uma ferramenta do Google disposta a fornecer aos gestores dados quantitativos e qualitativos sobre sites e aplicativos mobile. São inúmeros dados, como, quantidade de usuários, sessões, por onde eles chegaram, de onde são, entre outros.

#6. Meta tags

As Meta tags são comandos em HTML que descrevem o conteúdo de uma página para os mecanismos de busca, ou seja, fornecem dados como título ou breve resumo sobre o assunto usado para programas externos. Por meio dasmeta tags é possível indicar a autoria do responsável pelo desenvolvimento da página. Elas normalmente não são visíveis aos usuários, mas estão em que ele realizam suas pesquisas.

No SEO essa ferramenta é fundamental. Elas tratam uma importante ferramenta de comunicação entre o webmaster e os sites de busca. Para muitas pessoas, porém, SEO é somente isso, Meta Tags ou Tags HTML SEO. Isso está longe de ser verdade. O Google utiliza perto de 250 variáveis para determinar os resultados de pesquisa, e as meta tags são apenas algumas delas. Diante disso, atente-se a outros meios.

O uso de meta tags geralmente indica uma performance parecida com o uso de links internos. Mas os resultados a longo prazo são mais efetivos.

Como parte do algoritmo Google, as métricas de usuário são uma parte fundamental. Se você consegue criar uma tag de título e uma meta descrição chamativos, você vai ver um aumento na sua taxa de cliques, e eventualmente, seus rankings vão alavancar.

Se você quer aumentar seus rankings através das suas meta tags, não é para, simplesmente, incluir as palavras-chave certas, você também deve pensar no aumento da sua taxa de cliques.

ranquear mais rápido

Conclusão de como ranquear mais rápido

Sob todos esses passos vimos que pequenas coisas como meta tags, URLs, links internos, compartilhamentos nas redes sociais e até mapas de sites ajudam.

E você já sabe o que vamos dizer, né? Sim, você precisa de todas elas. O segredo para ranquear mais rápido é usar TODAS as técnicas de uma maneira fluída e programa e que fará o ranking do seu site ir sempre subindo.

Fazer tudo te ajuda a conseguir os melhores resultados. Claro que algumas coisas são redundantes, com usar um mapa do site em XML e a ferramenta de inspeção de URL, mas você pegou, certo?

Mas você também vai notar que, quando você usa todas as ferramentas ao mesmo tempo, seus resultados não são exponencialmente melhores… SEO é algo competitivo, e se tornou um jogo em que todas as pequenas coisas se acumulam. Por isso: mão na massa!

Sabemos que o que trouxemos não é exatamente revolucionário, mas é fundamental olhar seus dados e encontrar os resultados reais.

O que achou? Se gostou não esqueça de seguir nossa newsletter para aguardar notícias de quem melhor sabe de SEO.

FONTE: WEBPEAK

Compartilhe e Curta

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *